TESTEMUNHO: ADOÇÃO, UM GESTO DE FECUNDIDADE

em Sem categoria | 3

 

Praticamente duas semanas do maior sonho da minha vida realizado, o sonho de ser mãe, não apenas um sonho, mas a minha vocação, ser esposa, ser mãe!!!!
Nossos filhos nasceram pra nós oficialmente no dia 17/03,apesar já terem nascido antes em nossos corações.
Nossa gestação não teve barriga crescendo, criança chutando, náuseas. Nosso pré-natal não foi com obstetra, ultrassonografia, foram visitas ao fórum, documentos e mais documentos, entrevistas com psicóloga, assistente social, tudo para avaliarem se teríamos condições de sermos pais. Passamos no teste rsrsrsrs, e tudo isso demorou o tempo de uma gestação, 9 meses desde a entrada no fórum com os documentos até assinar que estávamos cientes que seríamos inseridos no cadastro nacional de adoção.

Pre Natal da Adocao

Aí começa mais uma espera angustiante, quanto tempo será???? Nossa gestação não era comum, era mais silenciosa do que a biológica, afinal nem todo mundo entende a ansiedade da gestante do coração, gestação com data pra começar e nenhuma data pra terminar, não se sabe quantos meses ou até anos essa gestação irá durar.Mas graças a Deus a nossa foi bem rápida, da assinatura no fórum até o tão sonhado telefonema foram apenas dois meses.
Para quem espera todo tempo é longo e essa espera de dois meses depois da habilitação assinada pra nós foi uma eternidade. Fomos chamados rápido sim, mas tudo isso se deve a nossa escolha, a escolha de viver o sonho de Deus pra nós, sem limites, sem barreiras, sem restrição. Sempre sonhamos com uma família grande, muitos filhos, desejávamos pelo menos 5.
Saber que não poderíamos gerar os nossos filhos não foi nada fácil, passamos pelo luto de enterrar os nossos planos, nossos projetos, tudo isso com muita dor mas sempre buscando não permitir que a tristeza entrasse e fizesse morada. Nesse tempo Deus nos deu amigos que foram verdadeiros anjos e nos mostraram sempre a direção certa e entendemos que tudo que Deus dá é presente e nós não recusamos o nosso.
A adoção sempre foi desejo nosso também, por isso não foi difícil decidir de que forma nossos filhos viriam até nós, afinal, a certeza de que seríamos uma família grande e não um casal já existia em nossos corações e antes mesmo de fechar o diagnóstico e ter certeza de que filhos biológicos só por um milagre (e nós acreditamos em milagre e esperamos o nosso) demos entrada com o processo de habilitação, nunca cogitamos outra forma de realizarmos o nosso sonho a não ser a espera do milagre e a adoção. Foi assim que demos entrada no processo, buscando o que ninguém mais quer, muitos filhos, pensamos em 3 pra começar, mas Deus nos pediu mais. Quando o telefone tocou com a notícia de que tinha 4 irmãos e se queríamos ir conhecer, naquele momento o coração já gritou, são os nossos filhos. Eu ria, eu chorava, não conseguia nem sair do lugar, foi mais de uma hora para que eu conseguisse chegar até o estacionamento para pegar o carro e ir ao encontro do meu marido para comemorarmos juntos a alegria que estávamos sentindo. No dia seguinte fomos até a cidade onde nossos filhos estavam, conversa longa com a assistente social e a psicóloga até a tão sonhada hora, hora de conhecer, ver seus rostinhos, pegar no colo abraçar, eu nem acreditava que aquilo estava acontecendo.
Chegar no abrigo não foi fácil, as pernas tremiam, o coração parecia que ia sair pela boca mas quando chegamos ver aqueles olhinhos brilhando e no coração a certeza de que eram eles, nada paga aquele momento e todos os que viriam depois disso.
Não vi os primeiros passos deles, mas vi eles correndo na minha direção com os braços abertos pedindo colo, não ouvi as primeira palavras, mas a primeira vez que eu ouvi mãe foi incrível, a primeira vez na praia, o medo do mar, a primeira água de coco, a primeira birra, a primeira noite em casa, tudo isso me faz a mulher mais feliz do mundo todo.
Me perguntaram uma vez se eu não tinha medo de mais pra frente me arrepender de não ter tentado a fertilização in vitro e já ter partido pra adoção, de não ter tentado ter os “meus” filhos e hoje eu digo com ainda mais certeza de que eu tenho os meus filhos, eles são meus independente de terem sido gerados por mim ou não, eles são meus filhos pq eu os amo de forma incondicional, com todo o meu coração. Aceitamos a vontade de Deus em nossas vidas e só ganhamos com isso.
Estou aqui escrevendo enquanto eles dormem, e ir lá espiar o tempo todo se eles estão dormindo bem faz parte da minha vida agora. Vida que agora virou de cabeça pra baixo, é escola, dever de casa, almoço, janta, lanche, brincar junto, levar no parquinho, roupas e mais roupas para lavar e passar, brinquedos pela casa, gritaria o dia todo, risadas, muitas risadas, ver dormir no nosso colo de tão cansados depois de um dia repleto de brincadeiras não tem preço.
Sabemos que não será fácil, afinal, viver não é fácil, mas temos a certeza de que fizemos a escolha certa. Somos pais de 4 lindas crianças, 3 princesas e um príncipe (que por sinal é a cara do pai) e aprendemos que realmente Deus não nos tira nada, Ele nos dá tudo. Ele não nos tirou a chance de gerarmos os nossos filhos, mas nos deu a graça e o presente de sermos pais desses tesouros, somos uma família completa, uma família feliz.
Ouvi uma vez de uma amiga que toda espera em Deus é sempre fecunda, esperamos em Deus e nossa espera foi fecunda, muito fecunda. Deus agiu em todos os momentos com sua providência e não tem nos faltado nada, quantas coisas nossos pequenos ganharam já, todas as necessidades tem sido supridas e a alegria infinita de saber que a misericórdia de Deus nos alcança em todos os momentos.
Hoje só tenho a agradecer por tamanho amor de Deus por nós e pedir que Ele nos ensine a sermos como São José, pais do coração, segundo o coração de Deus.
Raquel Cassati

3 Responses

  1. Camilla Alves

    Louvado seja DEUS pela ousadia deste casal de DEUS!!! Me exulto de alegria com este testemunho. Obrigada por abrir sua linda história de amor para nós. Tenho certeza que DEUS tem plantado muitas sementes em nossas vidas através deste belíssimo gesto de doação. Obrigada! A paz do Senhor e que Nossa Senhora conduza esta linda família. Abraços.

  2. Que lindo! Fiquei emocionada em ler sua história, Raquel. Louvado seja Deus por você e seu esposo terem assumido a vontade do Pai em suas vidas. Dá força a nós, casais, em também buscarmos a vontade divina. Deus abençoe vc e sua linda família!

  3. Olá Viviane meu nome é Gabrielle e conversei com você no Hallel e depois fiz o curso na comunidade Cenáculo. Preciso entrar em contato contigo mas só tenho o blog. Por favor me passa seu e-mail ou entra em contato comigo. Obrigada

Deixe um comentário